Palestra “Varejo de Impacto: o caminho para o resultado” na Febravar 2016

No dia 07 de Julho de 2016, o Consultor Romulo Tevah palestrou no Congresso Brasileiro do Varejo e mostrou aos presentes as formas de os pequenos varejistas manterem-se competitivos em meio a todas as mudanças dos últimos anos.

Atuando há 12 anos no comércio, o palestrante explicou que já precisou adaptar-se diversas vezes para conseguir manter o seu negócio competitivo no mercado, e que existem três conceitos que podem ser aplicados nos negócios, independente de qual for o seu tamanho. “A empresa, principalmente de pequeno porte, precisa interiorizar na sua equipe os conceitos de conectividade, engajamento e relacionamento”, pontuou.

A conectividade está relacionada à presença na web. “Não existe mais a opção de ter ou não um website. O empresário tem a obrigação de estar presente nela”, ressaltou. O site do negócio precisa ser atualizado a cada dois ou três anos, no máximo, e divulgar todos os produtos ou serviços que são comercializados. Para as lojas com muitos produtos, a dica de Tevah é categorizar os produtos no site, para as páginas não ficarem pesadas. Além disso, é fundamental que o cliente consiga entrar em contato facilmente com a empresa.

O engajamento está relacionado aos valores e às experiências que os produtos ou serviços do negócio oferecem ao seu público. Tevah compara o engajamento a um namoro. “Os nossos clientes são como namorados. Precisamos ter informações e o contato deles, para que possamos conhecer o seu perfil e criar estratégias que sejam do seu interesse”, explicou.

Já o relacionamento está mais voltado ao fato de uma empresa ser também um agente social, sendo, portanto, de sua responsabilidade a realização de boas ações para a comunidade. “A responsabilidade social tem que estar na essência da empresa. A ação deve ser realizada sem pensar apenas na promoção, mas, sim, como parte da estratégia do negócio”, afirmou. Para encerrar, o palestrante citou uma frase clássica de Charles Darwin para justificar a importância da adaptação do varejo: “Não é o mais forte que sobrevive. Nem o mais inteligente. Mas o que melhor se adapta às mudanças”.

Abrir whatsapp
Precisa de ajuda?